12.23.2011

Natal, e viva ao consumismo!

     Já lá vai o tempo em que era católica sem saber porquê. A minha família, especialmente do lado do meu pai, é muito religiosa, quase a um nível doentio nalguns casos. À conta disso, desde pequenina que fui orientada para o catolicismo, a acreditar no menino jesus, a ir às missas, à catequese, e vá lá que não me tornaram escuteira! Eu sabia quais eram as bases das crenças católicas, mas sinceramente, desde pequena que tinha a sensação que algo estava mal... Desde que penso pela minha própria cabeça e me questiono realmente sobre esses assuntos, que me tenho apercebido que há muitos aspectos nas crenças e tradições católicas que não fazem sentido.
     Tudo isto para dizer que, sinceramente, não acho que se celebre o Natal pelo nascimento de Cristo. Não acho nem nunca achei. Desde bebés que as crianças são aliciadas é pela chegada do Pai Natal, qual menino Jesus. Esse não trás cá prendas, o magano! 
     Já lá vão uns anos que não sou católica, porque já me sentia hipócrita de me declarar crente duma religião com a qual não me identificava minimamente e que para mim tem tanto contrasenso que, enfim, já não faz sentido nenhum. Porém, não sou o tipo de pessoa que odeie o Natal. Vejo imensa gente que diz que não pode com esta época, seja pelo cariz religioso, seja pelo consumismo excessivo. Eu, antes pelo contrário, gosto mesmo do espírito natalício.
     Gosto das canções de Natal, das decorações, da neve falsa nas janelas (em casas alentejanas então, rio-me tanto, adoro), dos anjinhos todos pirosos aqui e ali... Que é que se há de fazer? 

     Por outro lado, em relação ao consumismo... Claro que não gosto do facto de hoje em dia o Natal só significar PRENDAS, mas o que me interessa é eu não ser consumista. A minha política é mesmo só dar presentes simbólicos, com que eu saiba que as pessoas a quem os vou dar se indentifiquem. Claro que isso nem sempre é tarefa fácil, especialmente quando se tratam de prendas para rapazes (estou totalmente à rasca), mas acho mesmo horrível dar prendas genéricas, só por dar. Isso sim, tira o espírito natalício todo.

     Como tenho orçamento de estudante, também estabeleço um limite de dinheiro a gastar e tento dar presentes mais ou menos no mesmo valor a toda a gente - que não é muita, limito-me a família e amigos próximos. 


     Quanto aos chamados self-presents... Isso já é outra coisa, haha! No proximo post falo desses maganos. Benditas promoções da pressa 

    Feliz Natal followers fofinhos!

12.11.2011

Gaga, Marry the Night make-up series: Parte 2 - Ballet

     Marry the Night e o belo do segundo look!



     Adorei este, embora muito neutro. Penso que é o brilho pérola, dos olhos aos cheekbones que me atraiu. Vê-se muito mal a maquilhagem nesta parte do vídeo, e é muito pouco tempo, por isso foram imensos print screens que tirei.



Foi sem dúvida o look mais neutro do vídeo, mas lá tem o seu toque à la Gaga. O face chart:



E, claro, os produtos: 

MAC Brulle
MAC Espresso
Sephora colorful mono chrome 03
Essence gel eyeliner 01 Midnight in Paris
The Color Workshop neutral lipstick
Catrice 430 Luke Skystalker
KIKO Luxurious Lashes

     Este look é bastante neutro mesmo. Para qualquer pessoa que goste de weareable stuff e que não goste especialmente de arriscar na maquilhagem que usa no dia-a-dia, esta é perfeita para dar um aspecto diferente - basta trocar os brilhos nos cheekbones por um iluminador normal, deixar as próprias sobrancelhas e voiláEspero que tenham gostado!



Gaga, Marry the Night make-up series: Parte 1 "I'm gonna make it"

"I'm gonna make it."


     Olha eu excitadíssima com o Marry the Night! O fim-de-semana passado, nesse aspecto foi o delírio, andei viciada na música e no vídeo. A Gaga só sabe surpreender.
     A "curta metragem" ao início estava qualquer coisa! Identifiquei-me mesmo. Gaga diz que este vídeo era como uma auto biografia para ela, e sinceramente, acredito.

     Naturalmente, tinha de me chamar à atenção a maquilhagem dela. Deu-me logo vontade de experimentar tudo, e lá fui eu. Acabei por gravar todos os looks, e postei um no youtube! 



     Este é o look do início do vídeo, em que a nossa Mother Monster está na maca do hospital psiquiátrico. Os olhos são roxos para parecerem doentes, tem as sobrancelhas apagadas mas a notarem-se e lábios laranja. É a maquilhagem mais simples de todas!


Algo me faz adorar estas sobrancelhas apagadas!

     Na intro do vídeo, estou a usar a maquilhagem do look nº 5, em que ela está a dançar numa sala de ensaios, com os outros bailarinos. Trata-se apenas de smokey eyes simples mas arredondados, com um flick no canto externo apenas. 

     Fiz face charts para todos os looks. 



Face chart para o 1º look

     Este foi mesmo o primeiro face-chart que fiz em toda a minha vida, está bem borradão haha. O batom é dificílimo de por em papel texturado.

     E agora, aos produtos!
     No próprio vídeo fui pondo o nome dos produtos usados, mas só para vos facilitar a vida, têm aqui uma ajudinha:

Catrice Light-Reflecting Concealer
MAC Brulle
MAC Fashion Groupie
KIKO Luxurious Lashes
Essence lipliner 09 Nude Coral
Sephora Rouge R07

     Espero que tenham gostado, o tutorial seguinte sai hoje!


PRESSÃO

    As ultimas semanas têm sido o total pânico - basicamente já quase não tenho vida social devido à escola. Ando de nervos em franja, mal durmo, como mal, e à conta disso tudo adoeci e estou com tantas aftas que mal falo decentemente. 
     E mais que nunca, tenho andado a pensar. Nunca me dediquei com tanto afinco à escola, porque sinceramente, nunca me custou. Sempre fui o género de aluna que sem esforço tirava boas notas. Porém, chego ao secundário, e tenho o azar de ir para um liceu em que os professores, para darem a impressão de serem exigentes, não dão boas notas. Tão simples quanto isso. Aqui, 18's e 19's são para aliens, para humanos NUNCA. E agora, motivação? Pois, pois.
    O que é facto é que no ano passado, no meu 10º em artes, com a falta de vontade que tinha, limitei-me às notas que ia tirando, com o mesmo esforço que punha na básico. Acabei com uma média de 15. E este ano? Este ano, comecei as aulas mesmo a bulir, e não tem compensado. Está tudo a cair em cima de mim.
     Depois ainda dizem que a adolescência é a melhor altura da vida de uma pessoa, que não devemos deprimir, e toda essa conversa bonitinha. A adolescência? A adolescência, para quem seja ambicioso em relação ao futuro, é para estudar até cair as pestanas! Odeio pensar que é assim, mas cada vez acho mais que é a realidade.
     Por isso, tenho um plano. Que se foda a adolescência. Cada vez mais os jovens a vivem nos seus early 20's, e se isso for preciso para alcançar os objectivos que quero, então que seja. É assim - o sistema é nojento, as pessoas não deviam depender do sistema de ensino para ter bons futuros, até porque as escolas já não ensinam nada. Devia haver melhores métodos de ensino, mais personalizados, com metas humanas, não metas para sobredotados. A infância e adolescência deviam ser vividas como deve ser, devia aprender-se mais pela experiência e não por regras estúpidas que professores incapazes e livros desactualizados nos ditam.

     Enfim, eu stressada. Que tenham um melhor domingo que eu. 


11.23.2011

Product review: tintas Stargazer & hair update!

     Como prometi no post anterior, assim que experimentasse a tinta azul fazia o belo do update. Cá está ele! Ao início, depois de tirar a tinta, entrei em choque porque estava um azul demasiado vivo - foi a primeira vez na minha vida em que não gostei de como o meu cabelo ficou à primeira! - mas passado outra lavagem comecei a a-d-o-r-a-r, embora ainda não esteja exactamente como eu quero. 


Estou felicíssima porque vou finalmente enviar a minha objectiva 18-55 para arranjo, e porque encontrei maneira de me orientar com a minha objectiva de zoom e tirar fotos decentes depois de 1 mês à base de webcam <3
Como mudo muito a cor do cabelo, fazem-me imensas perguntas sobre as tintas que uso. Por isso porque não fazer uma pequena review de Stargazer e cores não naturais?

    Antes de mais vou responder aqui à pergunta que mais me põem: como é que o cabelo continua saudável quando o pinto tanto? É simples. As tintas Stargazer (e a maioria das outras tintas de cores deste género, como Manic Panic, Directions, etc) são feitas à base de condicionador. Ou seja, ao mesmo tempo que pinto o cabelo, é como se estivesse a aplicar uma máscara super-nutriente. 
     Falando em máscara super-nutriente.. quanto mais tempo a tinta ficar no cabelo, melhor. As tintas não têm químicos nocivos, hidratam o cabelo e, para melhorar, quanto mais tempo estiverem a fazer efeito, mais tempo duram vivas e brilhantes! Eu tento sempre deixar de 3 a 5 horas em repouso (até porque Stargazer é a tinta com o cheiro mais delicioso de sempre nhehehe), mas não faz mal até dormir com a tinta no cabelo, numa touca por exemplo.


Tons pastel: Aqui misturei a Plume da
stargazer com condicionador  e máscara.
     Já que são feitas à base de condicionador, as tintas podem ser misturadas com o condicionador normal. 1 terço de tinta para 2 terços de condicionador misturados e obtem-se um condicionador que ajuda realmente a manter a cor (ou mudar o tom do cabelo para algo mais rico, por exemplo, quando se tem cabelo pintado dum vermelho alaranjado, pôr magenta - o resultado é um vermelho mais puro).
     Outra utilidade de misturar tinta com condicionador, é fazer tons pastel! Com a mesma receita do parágrafo anterior (talvez com um pouco menos de tinta até) pode atingir-se tons como o que tinha no post anterior.


     Claro que para atingir cores claras como rosa algodão doce, azul claro, lilás (e para conseguir que os tons pastel peguem..) o cabelo tem de estar mesmo muito, muito claro. Essa é a única parte do processo que pode fazer mal ao cabelo, pois geralmente recorre-se à descoloração ou aclaramento permanente. Para conseguir ter os tais tons pastel, eu tive mesmo de chegar ao cabelo branco, sem tons amarelos (quick tip: para anular tons amarelos em cabelo muito claro, basta misturar tinta lilás com condicionador, funciona como toner ). Mas o importante é descolorar a partir das necessidades; se se quiser um rosa choque, por exemplo, não é preciso ter cabelo branco! basta uma descoloração simples, até um louro arruivado, que a tinta pega perfeitamente.


Quick Tip 2#, se tiveres cabelo virgem (que nunca tenha sido pintado) podes atingir o branco a partir de uma única descoloração total!


     As cores para as quais se precisa de descolorar menos são o magenta, rosa choque, vermelho, laranja, roxo e preto. As mais difíceis de ter e manter são o azul (obviamente haha!), o verde, lilás, amarelo e todos os tons pastel.


Tenho curiosidade quanto à tinta preta desta marca. Sai facilmente, como as outras? É que o problema das tintas pretas é custarem imenso a sair, e eu não quereria desperdiçar o meu cabelinho branco ♥ Se sabem de alguém que tenha usado esta tinta ou encontrarem alguma boa review, digam, pfv!



11.13.2011

KEEP CALM AND... GO SHOPPING! Baixa

     Fantástico, só agora escrevo algo de novo! Postei uma mensagem e depois disso não houve energia (nem muito tempo) para continuar a usar o blog, enfim.. Para (re)começar a postar, vou deixar um mini-haul, do que comprei ontem!
     Como faço sempre que venho a Sintra, tirei uma tarde para dar um saltinho à Baixa lisboeta. É a minha terapia e dos sítios onde me sinto melhor neste país. Ontem fui com amigas minhas de Beja e, claro, percorremos umas quantas lojas. Este é mesmo um mini-haul, porque nem tempo tive de comprar muita coisa, mas o que trouxe para casa, foi mesmo porque adorei!


As belas das tintas da Stargazer, em Coral Blue para mim e em Magenta para amigas que querem ter vermelhos mais vivos.
E eu sei, eu sei, patches dos Ramones, Exploited e Cure, e depois uma palete da Hello Kitty, haha  Nem sequer gosto especialmente da gatinha, mas fiz swatches destas sombras e valem a pena.


E o batom que vê na primeira foto é na verdade a caneta mais awesome de sempre, da Ale Hop!
... e um gloss em forma de cupcake da Pull&Bear.
O meu patch preferido EVER 

     E agora um update sobre o meu cabelo, tehee! Ora bem, o meu plano é esta semana ainda pintá-lo de um azul deste género: 


     Por isso, e como estava com o cabelo meio amarelo de ter feito as raízes, pus um pouco de roxo no condicionador. Só que esqueci-me que o roxo que tinha era de undertones rosa, eeee deu num rosa pastel que até me agrada  

Batom: Rubiwoo da MAC
     Veremos como fica, nessa altura posto mais um update! Até lá  

10.19.2011

This is only the beginning

Hello there, future readers!
(Jay a escrever para o vazio.. por enquanto)


     Como primeiro post do blog vou falar um nadinha de mim - no worries, não vou contar a minha história de vida!
     Há dezasseis anos e meio fui abençoada com um dos nomes mais comuns de sempre, Joana Almeida e, sendo inimiga do comum, prefiro que me tratem por Jay. Vivo no Alentejo e estudo artes, o que não é muito compatível, mas vale a pena. Estou a pensar, para o ano, mudar-me para Lisboa e tentar entrar na António Arroio.
     Gosto que a mudança seja uma constante. Os meus gostos variam imenso, do negro ao colorido, do clean ao desgastado, do vintage ao moderno. Rejo-me pelo que é belo, mais música e arte visual; sou aquele tipo de pessoa que se põe a desenhar velhinhas à espera do autocarro porque achou as suas collants engraçadas ou algo do género.

     Este blog vai ser basicamente focado em moda, incluindo um pouco de desenho aqui e de fotografia ali. 


     As this first blog's post, i'll just have a little chit chat about myself - no worries, it's not the entire story of my life.
     Sixteen and a half years ago I was blessed with one of the most common (portuguese) names ever, Joana Almeida, and, being the enemy of the ordinary, I preffer to be called Jay. I live in Alentejo and study arts, wich isn't quite compatible, but it is worth it. I'm thinking of moving to Lisbon next year, to try studying at António Arroio.
     I like changes. My taste varies a lot, from dark to collorful, from clean to distressed, from vintage to modern. Pure beauty guides me, mostly music and visual art; I'm that kind of person who starts drawing old ladies while waiting for the bus, just because i found her collants funny or something.

     This blog is basically going to be focused on fashion, including bits and bobs of drawing and photography.



xoxo, Jay